Tema 03

Gestão Eficiente na Prestação do Serviço

Ineficiências constituem custos operacionais evitáveis que poderiam ser usados para expandir as infraestruturas e acelerar a universalização dos serviços de água potável (SDG6) ou para reduzir as tarifas cobradas ou subsídios externos. Uma gestão eficiente mantém os custos operacionais em patamares aceitáveis, beneficia a acessibilidade econômica dos usuários e tem um menor impacto sobre o ambiente.

Neste tema discute-se como ações estruturantes dentro da organização conduzem a maiores eficiências no médio e longo prazo. Serão debatidas algumas vertentes tais como gestão de informação, a transformação digital nas companhias, a gestão de ativos e situações de baixa eficiência, visando melhorias na sustentabilidade econômica e ambiental dos serviços.

helenaalegre

Helena Alegre

LNEC/Portugal

Diretora do Departamento de Hidráulica e Ambiente do LNEC – Laboratório
Nacional de Engenharia Civil, liderando uma equipa de pesquisa de cerca de 120
pessoas. Doutora em Engenharia Civil. Pesquisadora principal com habilitação no LNEC.
Ex-vice-presidente sénior (2010-2012), fellow membro do “Digital Water
Committee” e Comitê de Gestão do “Strategic Asset Management” Specialist Group da
International Water Association (IWA). Delegada nacional nas comissões técnicas internacionais de normalização “Asset management” (ISO/TC251) e “Service activities relating to drinking water supply systems, wastewater and storm water systems” (ISO/TC224). Membro do conselho estratégico da Parceria Portuguesa para a água.

TSG3_Foto_Rita_Cavaleiro

Rita Cavaleiro

ProEESA

Rita é de Portugal, tem 20 anos de experiência no setor de água e saneamento. Suas atividades se concentram em eficiência energética, regulação setorial, benchmarking, sistemas de informação e avaliação da qualidade dos serviços de água e saneamento. Desde 2011, ela presta consultoria e cooperação a nível internacional. As últimas atribuições incluíram assistência no México para CONAGUA e ANEAS. Atualmente coordena o ProEESA, um Projeto de Eficiência Energética em Abastecimento de Água Urbana no Brasil (cooperação entre a Secretaria Nacional de Saneamento (SNS) do Ministério do Desenvolvimento Regional e o Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ) da Alemanha).